Gaeco cumpre mandados em Londrina em operação contra adulteração de veículos

Foto ilustrativa: Divulgação

O Núcleo de Ponta Grossa do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, e a Polícia Militar cumprem nesta quinta-feira (28), 15 mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara Criminal de Telêmaco Borba, nos Campos Gerais.

O objetivo da operação, chamada de VIN (de “vehicle identification number”), é subsidiar investigação relacionada a crimes de receptação de veículos furtados e roubados, adulteração de sinal identificador de veículos, falsidade ideológica e corrupção ativa e passiva.

A investigação, iniciada pelo Gaeco de Ponta Grossa em novembro de 2017, visa desarticular suposta organização criminosa formada por pessoas, oficinas mecânicas e lojas de revenda de carros, suspeitas de, em tese, adquirirem peças automotivas e veículos de origem ilícita e utilizá-los na reforma e conserto de automóveis danificados, adquiridos em leilões de seguradoras, para reintroduzi-los no mercado de forma fraudulenta.

Há indícios, ainda, de que a expedição do certificado de inspeção veicular e a regularização dos veículos pelo órgão de trânsito fossem realizadas com o uso de documentos falsos, a partir de pagamento de suborno a agentes públicos.

Os mandados são cumpridos em Londrina (um), Telêmaco Borba (oito), Marialva (quatro) e Astorga (dois), nas residências dos investigados, em oficinas mecânicas e em lojas de veículos, além de um posto de atendimento do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran).


”Facebook”/