Justiça determina prisão preventiva de homem que furtou residência em Bela Vista

Fotos: Divulgação

O juiz Helder José Anunziato, que estava responsável pelo plantão judiciário na unidade regionalizada de Porecatu, determinou, nesta segunda-feira (28), a prisão preventiva de Edgar Alves dos Santos Filho. Ele havia sido preso pela Polícia Militar na sexta-feira (25), suspeito de praticar uma sequência de crimes na cidade.

RECEBA AS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP
envie #Telégrafo para 98851-7034

De acordo com informações da Polícia Militar, que constam no texto da decisão do magistrado, Edgar Filho foi perseguido pela polícia enquanto conduzia um veículo furtado. Ele era suspeito de ter furtado uma residência momentos antes. Durante a perseguição, ele colidiu o carro contra uma árvore, foi detido pelos policiais e confessou ter arrombado a residência e furtado objetos. O homem também foi submetido ao exame de embriaguez. O etilômetro indicou 0,54 mg/l.

Com o homem, a Polícia encontrou o produto do furto. Foto: Divulgação

SAIBA MAIS:
Homem furta residência, foge da polícia, bate em árvore e é preso em Bela Vista

Na decisão, o juiz entendeu que havia motivos para a prisão preventiva, já que Edgar Filho representava risco à ordem pública. “[…] A ninguém é dado o direito de subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem. Isto perturba a ordem pública, pois causa temor às pessoas de bem que são obrigadas conviver com aqueles que agem de forma contrária”, escreveu.

Helder Anunziato também lembrou que o suspeito já havia sido condenado pelos crimes de roubo e furto qualificado e estava cumprindo pena em regime aberto quando cometeu os crimes. “Resta claro, assim, que, infelizmente, o autuado não está apto à convivência em sociedade […]. Tal conduta demonstra que o autuado possui personalidade voltada para a prática de crimes contra o patrimônio, autorizando a conversão da sua prisão em flagrante pela prisão preventiva”, determinou o juiz.


”Facebook”/