Explosivos são encontrados nos escritórios de Obama e Hillary, diz jornal

Foto: Nathan Forget

A polícia do estado norte-americano de Nova York disse que dois artefatos explosivos foram encontrados na correspondência enviada aos escritórios do ex-presidente democrata Barack Obama e sua secretária de Estado, Hillary Clinton, informou a mídia dos EUA nesta quarta-feira.

O incidente acontece apenas 2 dias depois de um episódio similar na casa do bilionário George Soros.

Um dos dispositivos foi encontrado por um técnico que examina o correio para o gabinete de Hillary Clinton, disse um oficial da lei ao jornal estadunidense The New York Times.

Um segundo dispositivo foi mandado para o escritório de Obama. Ambos os explosivos seriam parecidos com aquele enviado à casa de Soros na segunda-feira, de acordo com apuração da publicação.

Segundo o New York Times, o dispositivo enviado para Soros era constituído a partir de um tubo de cerca de 15 centímetros de comprimento preenchido com pó explosivo. O material acabou “detonado proativamente” por técnicos de esquadrões de bombas, declarou um dos agentes envolvidos no caso.

Até o momento não se sabe quem esteja por trás do envio dos dispositivos, tanto para Soros quanto para os democratas, tão pouco quais possam ser as motivações.


”Anúncio”/